Tags

, , , , , , ,

Quem circula pelas ruas ao redor da Praça Dr. Euphly Jalles depois das 18 horas, notará um grande número de motocicletas e carros estacionados.

A praça é o ponto de partida dos estudantes que cursam faculdade em outras cidades, como Santa Fé do Sul, Fernandópolis e Votuporanga. O local não é próprio para estacionamento de veículos, já que não tem nenhuma vigilância ou segurança.
Muitos alunos também deixam suas motos na rua, nos chamados bolsões, o que de certa forma, facilita a ocorrência de furtos.

Foi o que aconteceu com a estudante de Enfermagem em Votuporanga, Taísa Fernanda Menguine, 21. Ela deixou sua motocicleta Honda Strada estacionada em um bolsão (próprio para motos) na Rua Onze esquina com a Rua Doze. Quando retornou da universidade, por volta da meia-noite, Taísa percebeu que haviam furtado o carburador de sua moto. Segundo ela, uma nova peça para substituir a roubada custou o equivalente a R$ 250,00, acarretando mais prejuízo, pois não foi a primeira vez que teve peças de sua moto furtada.

Flávio Pelarin de Almeida, 21, estudante de Farmácia em Fernandópolis, também teve partes de sua moto, uma Honda Twister, furtada. “Quando voltei da faculdade e fui até minha moto, o par de retrovisores não estava mais lá,” afirma Flávio.
Segundo Taísa, os estudantes já cogitaram a ideia de contratar alguém para ficar responsável pela vigilância das motocicletas, mas nada ainda foi feito.

De acordo com outros universitários, enquanto não houver um local apropriado para estacionarem seus veículos, este problema continuará acontecendo e causando mais prejuízos.

Minha reportagem no:  http://www.jornaldejales.com.br/

Anúncios