Band e Record destacam-se na cobertura televisiva do Planeta Expo 2010

Na 43ª Expô de Fernandópolis, as mais importantes emissoras de TV da região marcam presença, realizando a cobertura do evento. Segundo Márcia Scochi, da Band, há 12 anos a emissora realiza a cobertura da festa e veicula as gravações no programa Band Rural, exibido às 18h50min, somente na época das grandes festas agropecuárias, e ainda destacou que, tempos atrás, a emissora exibia rodeios nacionais, e, para se aproximar do público, houve a regionalização dos programas. O repórter e cinegrafista da emissora salientou, ainda, que a presença da imprensa na festa favorece ambos os lados: divulga o evento, valoriza a cidade e ainda promove o nome da emissora.
Josélinton Abella, diretor comercial da Record, afirma que a emissora faz a cobertura da festa desde o início, e há 2 anos está no Planeta Expô. Para Abella, cobrir festas como a Expô retrata costumes e a cultura da região, e ainda é um entretenimento. “As organizações das principais festas da região procuram o mercado televisivo para ampliar a divulgação do evento. Seguimos uma linha de Catanduva a Santa Fé do Sul, e a ordem é crescer”, completa. Para ele o mais importante é veicular imagens da festa em programas de qualidade: “o povo gosta de se ver na televisão”, conclui.


Entrevistando Márcia Scochi da Band


Eliandra, Márcia Scochi (Band) e eu


Josélinton Abella, diretor comercial da Record

Fotos: Por Natália Cardoso

Anúncios

O final de Lost

Depois de seis anos acompanhando a série,me emocionando, surpreendendo, vibrando a cada episódio, chegou o fim de Lost. Muitas pessoas não gostaram do final, estão criticando sem ao menos parar para tentar entender, confesso que não sou a pessoa mais adequada para falar sobre o tão esperando final, mas como acompanhei por seis anos e sinto-me no direito de falar.

Vocês sabem o que são seis anos seguindo uma série de TV? Não são seis dias, seis semanas ou seis meses, é muito tempo gente. Eu nunca estive em um relacionamento tão duradouro…rsrs. Foi o  mais longo, mais fiel e mais bonito que já tive, claro…não existe somente relacionamentos amorosos…

Foi por acaso que comecei a assistir Lost e não poderia imaginar que teria essa ligação tão forte com a série. Não passei esses seis anos da minha vida atrás de respostas como muitas pessoas queriam saber o porquê do monstro de fumaça, o porquê do urso polar, o porquê disso ou aquilo. Eu queria entender basicamente o nome que levou a série: Lost.

Nesta temporada final  comecei a compreender aos poucos, mas somente no útimo episódio pude entender , a base de tudo, a paz, a tão sonhada paz para todos os passageiros do avião. A cena final dispensa comentários em sua perfeição, Jack deitado onde tudo começou e o Vincent ao seu lado…

Ah…e as frases que marcaram, não poderia me esquecer. Vou postar aqui algumas das melhores frases de toda a série na minha opinião;

“Don’t Tell Me What I Can’t Do” – Locke

“Live Together, Die Alone” – Desmond

“See You Another Life, Brotha!” – Desmond

“Everything Happens For a Reason” – Locke

“Espero que alguém faça por você o que acabou de fazer por mim” – Locke

Para mim o final foi perfeito e confesso que me emocionei. Agora me sinto perdida por não saber o que assistir, sensação de vazio…rsrs

Vou colocar o trecho da cena final para vocês entenderem o que estou falando:

O inferno são os outros

Hoje o post vai para essa música linda desta banda maravilhosa que eu adoro! Detonautas

Vejam o vídeo:

A letra:

O que seria da tua beleza
se eu fechasse os meus olhos para você?
Do que adiantaria essa tua ideologia
se a tua própria liberdade se transformasse em opressão?

Escute o meu silêncio

Talvez você nem tenha percebido
que eu te quis também
Se ao menos eu pudesse te mostrar
que o inferno são os outros

Você não quis me escutar
e o tempo não parou

Vou sair pra ver o sol
Vou mentir e dizer que não sou feliz
Vou sair pra ver o sol
Deixo a porta aberta se quiser voltar
mas saiba que eu também consigo viver só

A solidão quem me ensinou a ser mais forte
E a qualquer lugar eu vou sem medo

Você não quis me escutar
e o tempo não parou

Não se desespere: entenda o final de ‘Lost’

Não é preciso ser um expert em Lost e ter assistido todas as temporadas para entender o seu final, exibido na noite deste domingo (23) nos Estados Unidos – e para outros 50 países simultaneamente. Numa saída fácil, os produtores preferiram seguir a tese dos fãs. Nem por isso utilizaram o caminho mais óbvio: colocaram tais ideias numa espécie de inversão.

Para compreender os dois episódios finais, basta esquecer tudo o que aconteceu na série que não tenha relação direta com os personagens principais. Esqueça a iniciativa Dharma, a bomba, os números. Foque-se na tal luz protegida por Jacob e no acidente do vôo Oceanic 815.

O que é a ilha?
Existirão várias teorias sobre o que é a ilha e qual a importância dela. Digamos, com base na referência de diversos episódios da última temporada, que a ilha é um centro de comando. O coração do planeta – ou mesmo do universo. Se o mundo fosse o Windows, a ilha seria seu Painel de Controle. É ela quem determina o equilíbrio do planeta. “A luz que emana dentro da caverna brilha no coração de cada pessoa”, disse a “mãe” de Jacob em um dos últimos episódios da sexta temporada.

É isso mesmo. Essa luz precisava de um protetor, que cuidasse para que ela nunca fosse apagada. Jacob assumiu esse papel após a morte de sua mãe e posteriormente Jack. Mas qualquer um dos sobreviventes do vôo Oceanic 815 poderia ser um deles. Foi obra do destino que eles aparecessem lá. Jacob estava escolhendo seus “substitutos”. Jack era o predestinado. Com sua morte, Hurley acabou tomando o posto e, em seguida, Ben. Como toda história de cria e criador, a ilha guarda enigmas que nenhum humano é capaz de desvendar. Talvez por isso que o tempo é relativo dentro dela. Estamos diante de um local sagrado, onde não há as regras estabelecidas pelo nosso mundo.

E a tal fumaça negra?
Nós vimos em Lost que a fumaça negra, era na verdade o homem de preto, atirado na caverna da “luz” quando estava dominado pela raiva. Quando entrou ali dentro, sua alma transformou-se no tal “monstro”. Seu corpo, apenas matéria, foi deixado em outro lugar da ilha. Na verdade, estamos diante de uma história quase bíblica, onde Jacob é Deus e a fumaça negra, o diabo. É basicamente uma metáfora para o Bem e o Mal.

A fumaça representa tudo aquilo que há de ruim dentro das pessoas: ódio, rancor, mágoa. Seu objetivo é sair de lá, mas Jacob não o deixa. Por isso, ele assume a aparência de Locke. Se ele não consegue sair da ilha, caberá a ele destruí-la. Essa é a única intenção do “monstro”, que não está para brincadeira. Como novo protetor da ilha, Jack precisava matá-lo. Mas a fumaça queria apagar a tal luz e coloca em ação seus planos de destruição. É só lembrar dos desenhos animados que assistíamos quando éramos crianças. Sempre tinha um vilão superpoderoso que queria destruir o planeta. É bem por aí…

Purgatório, hein?
Essa é a parte mais simples de tudo. “Todo mundo morre um dia”, diz o pai de Jack, no reencontro dos dois na igreja. E foi exatamente o que aconteceu. Todos os que passaram pela ilha morreram, um dia. Acompanhamos a morte de alguns, como Boone, Shannon e Jack, no último episódio.

Aparentemente, Kate, Sawyer, Miles, Richard e Frank conseguiram fugir de lá e morreram fora dela, talvez velhos. Mas todo mundo morreu. A ilha realmente existiu! Isso é comprovado no diálogo entre Christian e Jack. “A parte mais importante de sua vida foi quando você esteve ao lado deles”, disse.

A tal realidade paralela, fora da ilha, era na verdade o purgatório. No catolicismo, o purgatório é o lugar onde as almas “perdidas” buscam seu estado de graça, para finalmente ir aos céus. Em algumas religiões, as almas perdidas no purgatório nunca sabem que estão mortas. Elas continuam suas vidas, até que descubram as respostas para suas existências. Em Lost, não foi diferente.

Todos os personagens que ali viviam estavam mortos, mas não sabiam disso e não tinham memória dos acontecimentos da ilha. Eles precisavam se reencontrar e lembrar do elo que os conectava para finalmente encontrar a paz. No final, quando Desmond – que já tinha conseguido entender qual era sua redenção – reúne todos os conhecidos da ilha, finalmente eles conseguem se lembrar de tudo o que aconteceu. E assim os personagens de Lost finalmente puderam descansar em paz.

fonte: http://diversao.terra.com.br/tv/noticias/

Shakira e Freshlyground cantam a música oficial da Copa 2010

A FIFA e a Sony escolheram Waka Waka (This Time for Africa) como a canção oficial da Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010. A música foi composta pela colombiana Shakira, que a cantará ao lado da banda sul-africana Freshlyground.

Mais uma vez, o anúncio da canção oficial da Copa do Mundo da FIFA foi muito aguardado. Waka Waka (This Time for Africa) é o nome do novo cântico futebolístico que, com o seu ritmo africano, representa a vitalidade e a energia do continente anfitrião. Violões sul-africanos fazem fundo para o ritmo afro-colombiano e a batida soca. O refrão é parecido com o de uma famosa música camaronesa do grupo Golden Voices.

O presidente da FIFA, Joseph S. Blatter, está encantado com a nova canção da Copa do Mundo da FIFA. “Waka Waka (This Time for Africa) representa o que nós, torcedores, podemos esperar da África do Sul: vivacidade, energia e dinamismo. Ela representa o festival de futebol de quatro semanas que estamos prestes a testemunhar na África do Sul. Nada representa a alegria do futebol melhor do que a música, especialmente quando é uma canção tão cheia de energia e dinamismo quanto Waka Waka (This Time for Africa).”

Shakira apresentará a canção ao lado da famosa banda sul-africana Freshlyground. “Estou honrada por Waka Waka (This Time for Africa) ter sido escolhida como parte da animação e do legado da Copa do Mundo da FIFA 2010”, disse Shakira. “A Copa do Mundo da FIFA é um milagre de entusiasmo global, conectando todos os países, raças, religiões e condições em torno de uma única paixão. Ela representa um evento que tem o poder de unir e integrar, e a canção é sobre isso.”

“Estamos felizes por termos colaborado com Shakira em Waka Waka (This Time for Africa), especialmente porque achamos que a canção capta o espírito e a energia da Copa do Mundo da FIFA na África”, afirmou Zolani Mahola, da Freshlyground. “Temos certeza de que a música vai inspirar pessoas no mundo todo a celebrarem a união das nações no local onde tudo começou, aqui na África.”

Toda a renda do single e de Listen Up, o álbum oficial da Copa do Mundo da FIFA 2010, será doada à campanha “20 Centros para 2010”. O objetivo da campanha oficial da Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010 é provocar mudanças sociais positivas por meio do futebol com a construção de 20 centros Football for Hope na África para prestar serviços de educação, saúde e prática de futebol.

fonte:  http://pt.fifa.com/worldcup/

Pessoas

Pessoas são pessoas sempre
Colegiais ou presidentes
Não importa seu sexo ou seus ideais
No fim somos todos iguais
É se importar com os outros
Pois um dia fomos iguais
Mesmo sendo estrelas,e famosos
Nunca mudam,sempre estão com o
Mesmo nome e atitude
Atitudes distantes e distintas
Ainda assim continuamos caminhando
Caminhando em busca da nossa verdade
Caminhando em busca da minha verdade
E não me importa o que aconteceu…
Serei sempre eu…
Afinal pessoas são pessoas sempre
Ainda que nunca cheguem a presidentes
Ainda que não estejamos tão contentes
Nesse país tao carente
De gente perdidas e inocentes
Ficamos de braços cruzados
Sem nenuma ação contundente.
Vendo que há pessoas competentes
Que no momento estão ausentes…
Dando lugar pra imprudentes…
Nos roubando discaradamente
Sem se preocupar com o presidente
Que nao da a minima para a gente
Indecentes delinquentes residentes do planalto
Mãos ao alto!
Isso é um assalto!
Para o asfalto!!
Que suba a favela ao poder e com ela o fim da humilhação que sofrem os mais pobres
Pessoas são pessoas sempre, colegiais ou presidentes.

Mensagem

Não sei onde encontrei, mas sei que gostei.

Posso ter defeitos, viver ansiosa e ficar irritada algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.

É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.

É saber falar de si mesmo.

É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Cidades da região estão entre as pré-selecionadas para ser subsede da Copa de 2014

Fernandópolis foi pré-selecionada pelo Comitê Executivo Paulista para ser subsede da Copa do Mundo que acontecerá no Brasil em 2014. Entre os 41 municípios pré-escolhidos, apenas três cidades da região estão na lista. São elas: Fernandópolis, Mirassol e São José do Rio Preto.

A escolha foi realizada pelo Comitê Executivo Paulista – vinculado à Secretaria de Esportes do Estado de São Paulo – por meio de um questionário que foi enviado para as 645 cidades do Estado. Apenas 86 tiveram interesse em responder e, deste total, 41 foram pré-escolhidas após uma triagem para a etapa seguinte.

Na última quarta-feira (28), o prefeito de Fernandópolis Luiz Vilar comentou durante uma coletiva de imprensa que a notícia da pré-seleção deixou a todos felizes e que torce para que o município seja selecionado.

Entre os atrativos de Fernandópolis, o que mais chamou a atenção do Comitê Paulista foi o Água Viva Thermas Club, que dispõe de boa estrutura, com hotel, restaurante e piscina.

Nesta quarta-feira, 28, o Comitê encaminhou um ofício à Prefeitura de Fernandópolis para saber se o Hotel comporta 50 pessoas. Foi solicitado também um relatório geral da estrutura do Água Viva Thermas Club.

Uma reunião está marcada para o dia 18, em São Paulo, onde as cidades pré-selecionadas irão discutir as condições, intenções e adequação às exigências do Comitê Paulista.

A escolha oficial das cidades paulistas que serão subsedes vai ocorrer a partir de 2012.

Veja lista completa das pré-selecionadas:

Águas de Lindóia
Águas de São Pedro
Araraquara
Barueri
Bragança Paulista
Campinas
Cesario Lange
Cotia
Cruzeiro
Fernandópolis
Franca
Guaratinguetá
Guarujá
Guarulhos
Itanhaém
Ituverava
Jaguariúna
Jundiaí
Lençóis Paulista
Limeira
Mairiporã
Marília
Mirassol
Mogi das Cruzes
Piracicaba
Pirajú
Porto Feliz
Presidente Prudente
Ribeirão Preto
Santo André
Santos
São Bernardo do Campo
São Caetano do Sul
São Carlos
São José do Rio Preto
São José dos Campos
São Paulo
São Roque
Suzano
Tupã
Ubatuba

Fonte: Site Região noroeste